12 comments

  1. Não adianta.. como os gays querem direitos, reconhecimentos, e o pior direitos iguais se eles fazem questão de serem aceitos de qualquer modo, de exaltar a diferença, de oprimir para que os outros aceitem? Bom, quem é igual, quem quer os mesmos direitos, age normalmente, vive e se porta como qualquer coisa, ao contrario de obrigar que os outros reconheçam a sua diferença e aceite isso como tal quer. Poupe-me!

  2. Não sei a real necessidade das paradas gay, pois não é conhecido o real motivo das mesmas. Se é para lutar contra o preconceito os organizadores então não sabem o que é isso, pois a paradas não passam de uma manifestação folclórica com gentes travestida do que realmente não é onde o conteúdo reivindicatório não exite. Não passa de uma micareta de péssimo gosto. Com gente marombada dançando se acotovelando se auto agredindo. Na verdade viva o poder econômico das paradas gay Alguém lucra financeiramente com isso. Mas com certeza não são os gays que sofrem cotidianamente preconceitos nas escolas universidades, trabalho etc. etc etc..

  3. e vc “Breno” e outros que comentaram aqui, estão fazendo alguma coisa para mudar? É fácil criticar, o difícil é ser macho e ir lá para lutar pelos seus direitos. São essas pessoas que vcs criticam “lixo e escrotas e tal” que estão aí reivindicando seus direitos desde a 1ª parada gay em 1997 e graças a essa manisfestação que estamos conseguindo nossos direitos. Lideres importantes como o Jean Wyllys e outras “pessoas inteligentes” que estavam na Parada, essas sim me representam. Para mim não me interessam as outras pessoas, pois “lixo e escrotas” existem em qlqr lugar, em qlqr evento e em qlr manisfestação”, vou a parada gay todos os anos, participo de outros movimentos, tenho consciência política, sou cidadão e quero meus direitos, e vc “Breno” não me representa. Fica a dica! Ah, vai lá no consultório do Feliciano se tratar, vai lá cara! Parabéns pelo blog! TEG

    1. Seria bom mesmo se houvesse alguma reivindicação, mas a mesma não há!
      É apenas uma festa colorida. Não passa disso. O Jean tava lá? Tava! Mas não estava conscientizando ninguém. Será que houve espaço pra isso? Duvido muito. Penso que há muita agressão visual nas Paradas Gay. Coisas desnecessárias que não deveriam ter saído das boates. Coisa pra palco. Parada Gay não é show, não é circo, deveria ser luta por direitos, mas deixou de ser há alguns anos no Brasil. E duvido MUITO, repito, MUITO, que os direitos que existem hoje para os LGBT tenham sido alcançados por meio da Parada Gay de SP. Se não fosse algumas pessoas corajosas para enfrentar uma Câmara inteira, e uma bancada evangélica preconceituosa, DUVIDO que a Parada Gay teria conquistado alguma coisa em favor dos trans, travestis e homossexuais. É uma pena, pois essa seria a ideia inicial.
      Abraço cordial, Guilherme.

  4. Como as pessoas são pretensiosas, arrogantes e mal educadas. Arrumam motivo para depreciar tudo. Pra que maior falta de educação do que chamar seres humanos de lixo? Se não concorda com as praticas e modos é um direito seu, porém o silencio basta, não precisa perder tempo escrevendo algo para espezinhar quem quer que seja. Quanto ao rapaz da foto, não sei que é, e justamente por isso não tenho o que dizer dele, além de que é simpático. O complexo de bicha má está dominante.

  5. A PARADA GAY É UMA VERGONHA NACIONAL. AS PESSOAS PODEM SER GAYS, EU TAMBÉM GOSTO, MAS NÃO PRECISA FAZER ESCÂNDALO EXIGINDO DIREITOS. DAQUI HA POUCO OS HETEROSSEXUAIS IRÃO FAZER MOVIMENTO TAMBÉM…

Join the Conversation

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *