Motoristas de Táxi e Uber no Ceará

Vamos indicar neste post apenas os Motoristas de Táxi e Uber no Ceará, que curtem fazer uma brincadeira gostosa com os passageiros. Seja uma mão amiga, trocatroca, mamada, sexo, etc.

Se você é O MOTORISTA, deixe seus contatos, diga em qual cidade e região atua e conte o que curte fazer com os clientes. Pode deixar seu Whatsapp ou email.

Se você é O PASSAGEIRO, dê suas dicas de como abordar, diga o que já fez, e se o motorista permitir, deixe o contato dele para outros se divertirem também. Diga a cidade e região onde mora. Contamos com sua colaboração, respeito e ética!

Não faça com as outras pessoas aquilo que você não gostaria que lhe fizessem.”

ATENÇÃO! Seu IP fica gravado no sistema! Se inserir o contato de alguém por maldade e a pessoa descobrir, nós vamos informar seus dados para ela. Portanto pense bem antes de fazer merda e colocar o telefone de outra pessoa aqui! Seja homem e consciente de seus atos!

Compartilhe / Share

34 thoughts on “Motoristas de Táxi e Uber no Ceará

  1. Sou passageiro, moro por perto do Rio Mar Kennedy, tenho 21 anos.

    Caso algum motorista queira me buscar em troca de favores, to aqui, costumo ir pro Benfica, Dragão do Mar e por ai vai…

    Caso alguém se interessar, entrar em contato no e-mail que eu uso pra essas coisas: [email protected]

  2. Me chamo T… e transo com uber e 99pop quase toda semana em Fortaleza, moro no montese e uso os serviços deles quase que diariamnete. #amo

  3. Ontem voltei do iguatemi usando o uber. O motorista ficava ajeitando o pau e acabou rolando. Fizemos uma boa putaria em uma rua vazia perto do são luiz do cambeba.

          1. tem muitos que funcionam, depende mais do local e da hora. Acho que em shoppings e em mercados rola em boa pare do dia.

  4. Tenho 21 anos, trabalho e faço faculdade. Um dia destes voltando da faculdade, depois de um happy hour numa sexta, chamei um UBER… Como moro na Pontes Vieira e estudo na FA7, decidi chamar um, lá vem ele…

    – Antes, sou moreno, 183, 79kg, malho. Mas ainda não sou sarado.

    Ele tem 32 anos, casado, maconheiro, cara de maloqueiro (amo casado e marrento). Entrei no carro, me identifiquei e seguimos viagem, durante a viagem percebi que ele puxava assunto, deixei rolar, até que me perguntou se tava curtindo com os amigos e as “minas”. Falei que tava curtindo com as AMIGAS e os boys kkkk sou discreto, mas tava tao alto com a bebida que soltei mesmo e decidi arriscar, na hora vi que ele pegou no pau.

    Paramos em um posto, pois segundo ele teria que abastecer, aí decidi ir ao banheiro pq estava apertado mesmo.. Quando menos espero ele entra e fica do meu lado no mictório. Quando eu vou sair, ele pega no meu braço e vira mostrando uma pica linda e gostosa, sorri e agachei… comecei a chupar tanto que esse cara delirou,gemia alto e tudo mais. De repente guardou o pau e mandou eu ir para o carro, pensei que tinha feito merda, ele volta para o carro e fica quieto. Eu fui falar com ele, daí ele me deu um tapa na cara e disse que eu ia ser a puta dele a noite toda… Nessa hora fiquei com medo.

    Ele entrou numa avenida e logo em seguida num motel, pediu meu RG e eu dei.. entramos, quando sai do carro, ele me pegou e me beijou.. Pediu desculpa pelo tapa e que eu era muito bonito, que ele ficou louco com minha mamada. Eu beijei de volta e disse que queria ser a puta dele… ai me virou e abaixou minhas calças e chupou meu rabo na garagem, eu gemia tanto, que língua… aaaaah

    Colocou a camisinha e lubrificou,
    mas meteu de uma vez, vi estrelas porque faziam 8 meses que eu não dava e tinha terminado um namoro. Ele me fudeu sem dó, me xingava, perguntava se era aquilo que eu queria… me batia, me colocou no capô do carro e socava de frango, eu gemendo, deu diversos tapas em mim…. me senti uma puta!

    Começou a urrar igual macho e começou a gozar. Tirou a camisinha e parecia um saco de leite haha

    Disse que adorava pegar mlk igual eu, tatuadinho e safado.. Pq sabe que a gnt gosta é de macho e casado. Enfim, passei a noite com ele e fomos embora de manhã.

  5. Recentemente fiz uma viagem pra FORTALEZA para um congresso da faculdade, o congresso aconteceu em um hotel na beira mar. Somos do curso de odonto. Havia viajado apenas, duas amigas e eu, moramos em Sobral. Eu pedi um uber e vi que era um gato e que os comentários dos usuários concordavam comigo, até que reparei que um dos comentários estava escrito (Uber do amor) e um emoji de diabinho.
    Assim que o uber chegou, Gabriel (motorista) se dispôs todo educado, abriu a porta para que entrássemos e foi conversando sobre os locais da cidade que poderíamos visitar etc… o carro estava impecavelmente cheiroso, assim como o próprio Gabriel. Embora seja uma cidade praiana, Gabriel tinha a pele bem clara, uma barba bem definida, usava uma calça bem colada no corpo, uma camisa de botão um pouco aberta mostrando alguns pelinhos no peito sem contar em um sorriso lindo que ele tinha.
    Quando chegamos, minhas amigas desceram do carro e eu fiquei pra acertar o pagamento com ele.
    – Não deixa de avaliar.
    – Com certeza, pena que só pode dar 5 estrelas. – eu sorri.
    – E o que mais vc gostaria de dar? – ele soltou um sorrisinho sacana.
    – Mais estrelas pro seu uber do amor. – eu sorri, e ele também.
    – Então anota meu telefone ai caso precise de mais uma viagem, ou de um guia quem sabe.
    – Pode deixar.
    Anotei o numero dele, e o seminário tava um saco, fiquei boa parte do tempo mexendo no telefone. Quando abri o Whatsapp havia a foto do Gabriel, dei um oi e me apresentei e perguntei se ainda lembrava de mim, no que ele respondeu:
    – Ah, um cara assim a gente não esquece.
    – Assim como?
    – Elegante, papo bom, bonito e interessado.
    – Interessado?
    – É, pela cidade e pelos atrativos que ela tem.
    – Ué, mas eu não conheci nenhum ainda.
    – Mas você quer?
    – Opa partiu.
    – Tem como sair agora?
    Como o seminário tava bem chato, disse pras minhas amigas que eu tava com dor de barriga e que iria ao banheiro, mandei mensagem pra Gabriel e disse a ele que eu tava do lado de fora aguardando onde ele havia me deixado, ele me disse que só estava finalizando uma viagem e que iria chegar lá pra me buscar.
    Quando ele chegou, entrei no carro e reparei que ele estava com a camisa um pouco mais aberta.
    – E ai, ta afim de fazer o que? – ele me perguntou.
    – Oxi eu não sei, você é meu guia.
    – Haha, você é uma graça cara. Pena que ta todo embecado, senão te levava ali em uma praia.
    – Ah de boa po, eu trouxe uma sunga aqui na mochila, só preciso de um lugar pra trocar de roupa.
    – Pode trocar aqui mesmo no carro.
    – Serio?
    – Oxi, sem problemas.
    Fui tirando a roupa e ele dirigindo, como tava de óculos escuros, as vezes eu olhava ele dando uma olhadinha de canto de olho pra mim. Na hora de trocar a cueca pela sunga eu fiquei morrendo de vergonha, porém como eu sei que ele tava com alguma intenção eu tirei de boa.
    – De onde c é cara?
    – São Luis.
    – Porra, e vocês são tudo rabudo assim?
    – Alguns.
    Sorrimos e chegamos na praia, não exatamente na praia, era uma parte beem afastada da praia, ele deixou o carro ligado por conta do ar, e eu só de sunga e camisa social.
    – Aqui é bem bonito.
    – É sim, meu lugar na praia favorito.
    – Realmente, quanto é a corrida?
    – Deu 12,00 mas ai tu pode pagar de outra forma.
    – Que forma?
    – Que tal chupando meu pau?
    Embora eu tivesse nervoso, eu sorri, e passei a mão no pau dele por cima da calça, ele já tava bem exitado.
    -Não tem problema alguém pegar a gente aqui?
    – Cara, se alguém pegar, pode contar que vai querer participar, aquele carro parado ali, com certeza é alguém fudendo.
    Abri a calça dele, fiquei alisando o pau dele por cima da cueca, o volume que se formou foi descomunal, ele foi abrindo a camisa e vi que no peito dele tinham poucos pelos, passei a língua no mamilo dele enquanto ele gemia de tesão. Quando eu coloquei o pau dele pra fora da cueca, vi um pau branquinho, com a cabeça rosada, devia ter uns 17 cm, bem grossinho, os pelos bem aparados e já começava a babar, ele segurou minha cabeça e levou até a sua pica, Que pau lindo que ele tinha. Fiquei olhando aquela delicia de pica e a esfreguei no meu rosto, no meu nariz e aos poucos fui lambendo aquela delicia de pênis. Ele me segurava com força pelos cabelos como se quisesse colocar o pau inteiro na minha boca e me foder gostoso.
    Eu passei a chupá-lo bem gostoso e às vezes dava uma parada bem no meio daquele cacetão e olhava pra ele, Gabriel estava de olho fechado coma cabeça pra cima só curtindo a minha chupada, eu chupava com gosto o pau dele.
    – Aaaah, isso vai chupa essa vara gostosa. Chupa a cabecinha vai.
    Eu passava a língua pra engolir o pré-gozo que saia do pau dele, com uma mão ele forçava minha cabeça pra engolir o pau dele, com a outra ele começou a botar dentro da sunga procurando meu cuzinho.
    – Aaah caralho que chupada gostosa seu puto, hoje quero comer esse cuzinho, encher ele d eporra.
    Quanto mais ele falava, mais eu ficava doido, amo ouvir sacanagem.
    Me joelhei no banco e fazia um vai e vem com a boca deliciosamente, Gabriel gemia, eu batia com o pau dele na minha cara, na minha língua, e o dedo dele já ia entrando no meu cuzinho.
    – Aaah caralho, chupa vai. Chupa esse pau gostoso que quero gozar na tua boca. Tu quer leitinho quer?
    – Quero, me da leitinho gostoso na boca vai.
    – Ta vindo já, não para de chupar… aaaaaaaaaaaaaaah… puta que pariu vou gozar gostoso, não para
    Eu acelerei a punheta e a chupada no pau dele, enquanto já tava com dois dedos enfiados no meu cuzinho.
    Só senti o primeiro jato de porra dentro da minha boca. Depois outro e outro, Gabriel gozou muito, engoli boa parte, e outra eu deixei pegar no meu rosto, amo quando o macho goza na minha cara, depois de ter limpado o pau dele todinho vi que a cabecinha tinha ficado bem vermelha destacando no pau dele que era branquinho. Quando me sentei, ele olhou pra mim, e deu um tapinha na minha cara.
    – Ta todo sujo de gala.
    Eu sorri, passei a mão no rosto e lambi meus dedos.

    1. Gostaria muito de transar com motorista de Uber ou de Táxi, bonito, forte e roludo. Já tenho 71 anos de idade, casado, mais adoro chupar e ser penetrado, por um belo e delicioso cacete, aguardo contato

  6. Olá me chamo Alexandre, 1,78 de altura, branco e um pouco forte devido eu ter feito academia. Sou noivo e minha noiva estuda em uma outra capital aqui do nordeste. Eu sempre lia os contos aqui sobre chupar os motoristas mas nunca tinha tido coragem de tomar atitude, até que esse sábado tive outra oportunidade. Moro próximo a unifor e fui pra um aniversario no Porto das Dunas. Porém era eu e mais dois amigos (um homem e uma mulher) fomos com outra amiga que tava de carro, pois não poderiamos voltar dirigindo pq iamos beber. A festa era numa puta casa de praia. Bebida e festa rolando, essa minha amiga que tinha ido de carro acabou pedindo pra dormir lá pq beber demais e tava preocupada com blitz e tals e eu e meus amigos resolvemos ir pra casa de uber. Já tinhamos combinado de dormir na casa desse meu amigo mas durante a viagem aconteceu uma coisa que me fez pedir pro motorista me deixar em casa. Eu já tinha bebido vodka e meu dois amigos também, nós três estávamos meio bêbados, a pior era minha amiga. Deu 4 horas da manhã de sábado resolvemos pedir o Uber e assim que o Uber chegou já fomos nos despedindo de todos e indo pro carro. Chegando no carro um homem de aparentemente uns 38 anos nos cumprimenta e já olhei pra mala dele, eu fui no banco da frente e meus dois amigos no banco de trás. Saímos em sentido Fortaleza e eu e meu amigos fomos tirando brincadeira, rindo, etc até que ele dorme no banco. A viagem até a casa dele duraria uns 30 minutos. O motorista apenas ficava em silêncio e não tinha reação nenhuma, era um homem sério, usava calça jeans e camisa polo preta. Do nada falo com meu amigo e percebo que ele tava dormindo junto com minha amiga no banco de trás. Dei mais uma olhada fixa pra mala do motorista,e ele nem olhava pro lado. Até que resolvi apoiar meu braço sobre o banco dele de uma forma que minha mão parava perto da barriga dele, meu tesão tava a mil e não sei como fui criando coragem e encostando mais nele com a mão, o cara não falava nada, até que num momento eu percebi que ele não tava falando nada e fui afastando minha mão pra pegar na pica dele e fui levando a mão bem devagar pros meus amigos não acordar e vê, eu tava com medo deles verem. Eu vi que o motorista não fazia nada, nem olhava pro lado, aproveitei e dei uma apalpada no pau dele por cima da calça, tava mole mas assim que peguei começou a ficar duro.Eu não acreditava que aquilo tava acontecendo e como eu criei coragem pra chegar aquele ponto (muita vodka mesmo), só sei que fui apalpando, massageando e o cara não falava nada. O tesão tava grande que comecei a abrir o zíper da calça dele com o dedo e senti a cueca dele e o pau duro, ele só ajudou e abriu o botão da calça e voltou com a mão pro volante, eu enfiei a mão dentro da cueca e tirei um cacete retinho de mais ou menos 18cm rosadinho, uma delicia e comecei a punhetar, tava saindo aquele pre gozo, eu massageei, subia e descia e o cara não falava nada, olhei pros meus amigos dormindo atrás e ele tbm nada, tava tão irresistível que do nada levei minha cabeça até o colo dele e dei uma chupada no pau dele (gente, ate agora não entendo essa coragem que me deu), delicioso, cheiroso, limpo. O que me dava mais tesão é que o cara não fazia nada mas tava com o pinto a ponto de bala, voltei a punhetar ele durante o caminho e durante várias vezes tornei a chupar pra lamber o pre gozo. Até que chegamos na casa do meu amigo e o motorista guardou o pau e eu acordei meus amigos pra avisar que tava chegando e falei que ia pra casa que era melhor pra eu acordar tarde no outro dia, mas na verdade eu queria era chupar mais o motorista. Meus amigos desceram subiram pra casa deles e fomos, o motorista perguntou se eu morava longe eu disse que nao, que ele fosse devagar que eu ia mamar mais ele, assim que ele saiu já fui pegando no pau dele de novo e voltei a chupar com mais vontade e durante mais tempo agora, só tirava da boca pra dizer em qual rua ele ia virar. Até que chegou perto da minha casa eu mandei ele ir devagar e ele parou num lugar escuro e falei que era mais la na frente e ele disse “-você acha que eu não vou estourar esse seu cu não? adoro comer um cuzinho apertado” isso me deu um tesão até que voltei a mamar ele enquanto ele afastou o banco pra trás e mandou eu abaixar a calça e sentar no colo dele, e fiz isso. Ele colocou a camisinha e sentei de costas em cima do colo e arrebitei e ele mandou eu sentar em cima da pica e falou “-se é pica que tu gosta viado é pica que tu vai ter” e segurou minha cintura e puxou em direção a pica e senti a pica dele entrando. Eu fiquei parada sentindo muito prazer e ele começou a bombar dentro de mim, tava uma delicia. Bombou durante uns 15min e falou que queria gozar dentro do meu cu, ele bombou mais forte segurando na minha cintura e deu uma estocada forte e segurou o pau dele dentro de mim, gemeu e gozou. Quando ele tirou o pau de mim, eu senti cada centímetro saindo, sai de cima dele e ele não falou nada. Eu perguntei se ele curtiu, ele disse que minha amiga era gostosinha mas que não negava uma boca quente de homem no pau e que adorava comer um cuzinho de cara igual eu. Desci no inicio da rua e fui andando pra casa sem acreditar no que tinha acontecido, ele foi embora e disse pra eu avaliar ele. Cheguei em casa, avaliei e comentei que ele era o melhor motorista, se chama Pedro. Flw…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba os novos posts por E-mail

Assine nossa newsletter e seja notificado sempre que publicarmos novos posts, de graça! Signup for our newsletter and get notified when we publish new articles for free!